segunda-feira, julho 19

Índio que "caiu do céu" leva inferno astral para campanha Serra

O candidato a vice-presidente na chapa do tucano José Serra já mostrou a que veio — e conseguiu a proeza de desagradar a todos. Ao dizer que “todo mundo sabe que o PT é ligado às Farc, ligado ao narcotráfico, ligado ao que há de pior”, Índio da Costa (DEM-RJ) irritou seus aliados, constrangeu eleitores de opinião pró-Serra e pode até ser questionado na Justiça.

As infâmias foram veiculadas na sexta-feira (16) pelo portal Mobiliza PSDB, mas o vídeo foi rapidamente tirado do ar. A campanha Serra também tratou logo de fugir ao máximo da responsabilidade. Soninha Francine, coordenadora de internet do comitê central de Serra, e Sérgio Caruso, coordenador da comunicação da campanha na web, declararam que nada têm a ver com as sandices de Indio da Costa.

Destemperado, o jovem “demo” também chamou a candidata do PT, Dilma Rousseff, de ateia e "esfinge do pau oco". Tudo porque, em comício no Rio de Janeiro, Dilma ousou comparar seu próprio vice, Michel Temer (PMDB-SP), com Índio da Costa. “Meu vice não caiu do céu, não é improvisado. É competente e capaz”, sintetizou a petista.

A reação do vice de Serra — que é deputado federal — serviu para desnudar o que pensa um político até então desconhecido até mesmo em seu próprio partido. “O Índio do Serra deveria continuar mostrando como conhece a política nacional. É o vice dos nossos sonhos. Tá ajudando muito mesmo", ironizou o secretário nacional de Comunicação do PT, André Vargas (RS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário