quinta-feira, agosto 5

Sensus: Dilma cresce, chega a 41,6% e abre dez pontos sobre Serra

A candidata Dilma Rousseff, da coligação Para o Brasil Seguir Mudando, consolidou sua liderança na corrida presidencial. Segundo pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada nesta quinta-feira (5), Dilma tem 41,6% das intenções de voto.

O presidenciável demo-tucano, José Serra, principal adversário da candidata, decaiu ainda mais e está com 31,6%. Na terceira colocação, Marina Silva, do PV, tem 8,5%. Na sequência vem Plínio de Arruda Sampaio (PSOL, 1,7%), além de Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB) e Rui Costa Pimenta (PCO), que não chegam a 1% cada.

A diferença de dez pontos percentuais a favor de Dilma é a maior já registrada pelo Sensus. Como a margem de erro é de 2,2 pontos, para mais ou para menos, a liderança de Dilma é absoluta. No melhor dos cenários pró-Serra, ele teria 33,8% e Dilma, 39,4%. Ainda assim, a vantagem de Dilma seria de 5,6 pontos.

Numa eventual disputa em segundo turno, Dilma sai à frente, com 48,3%, e Serra tem 36,6%. Os números mostram ascensão de Dilma (+6,5 pontos percentuais) e declínio de Serra (-3,9 pontos). As taxas de rejeição dos três candidatos estão na margem de erro, mas Serra é o mais rejeitado (30,8%), seguido por Marina (29,7%) e só então Dilma (25,3%).

A pesquisa espontânea também é amplamente positiva para Dilma, que desponta com 30,4%. Serra tem 20,2%, Marina aparece com 5% e Zé Maria soma (PSTU) 3%. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é citado por 5% dos eleitores. Os números de todos os candidatos superam seus próprios percentuais registrados na pesquisa CNT/Sensus de maio — Dilma com 19,8%, Serra com 14,4% e Marina com 2,7%.

O levantamento foi realizado de 31 de julho a 2 de agosto, com 2 mil entrevistas, e foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 21411/2010.

De São Paulo, André Cintra

Nenhum comentário:

Postar um comentário