quarta-feira, setembro 8

Encontro de ProUnistas no RS divulga carta e propõe avanços para o programa

2º Encontro de ProUnistas realizado no Rio Grande do Sul debate os desafios e melhorias do Programa Universidade para Todo, que hoje atende mais de 700 mil pessoas em todo o país


O 2º Encontro de Estudantes do ProUni reuniu, durante dois dias, no Salão de Atos do campus 2 da Universidade Feevale, bolsistas e alunos de escolas públicas afim de debater as perspectivas e objetivos para os beneficiados pelo programa do governo federal. O encontro foi realizado pela Coordenadoria de Políticas Públicas de Juventude da Prefeitura de Novo Hamburgo, em parceria com a UNE, a UBES, o CONJUVE, a União dos Estudantes de Novo Hamburgo (UENH) e outras entidades estudantis. O evento começou na noite de quinta-feira (2) e se estendeu até o fim do dia da sexta-feira. Mais de 300 estudantes participaram.

Fizeram parte da mesa de abertura o presidente da UNE, Augusto Chagas; o presidente da UBES, Yann Evanovick; o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann; o reitor da Feevale, Ramon da Cunha; e o presidente do Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), Danilo Moreira. Compuseram a mesa, também, o coordenador de Políticas Públicas para a Juventude de Novo Hamburgo, Roger Correa; além do vice-presidente da UENH, Tiago Monbach; e o coordenador-geral da UEE do Rio Grande do Sul, Henrique Porto.

Para apontar demandas, pontos positivos, críticas e sugestões ao Programa, a vice presidente da região Sul da UNE, Eliane Pacheco, aque também é ProUnista, fez a leitura de uma carta escrita por meio de pesquisa com os estudantes bolsistas. O documento destaca a importância da formação acadêmica para a formação de cidadãos mais críticos e para o exercício de sua cidadania.

“O ProUni é o projeto mais importante de nossas vidas, mas ainda possui demandas e ajustes para melhorar”, pontuava o texto. Entre os pontos positivos do Programa, foram destacados o acesso ao ensino superior com livre escolha dos cursos para pessoas que não têm condições de pagar; reconhecimento e valorização social; processo de seleção confiável; crescimento profissional e social, entre outros.

Entre as críticas, a carta levantou questões práticas como a burocracia para troca de cursos, falta de termos claros e de prazos maiores, além do alto custo com cópias e documentos para a renovação da bolsa. Critérios de avaliação da renda familiar, custos para permanência do estudante na faculdade (alimentação, transporte, material didático), e equidade no tratamento dos bolsistas também foram citados como itens a serem melhorados.

O documento foi entregue ao presidente da UNE, Augusto Chagas, que se comprometeu a entregar ao Ministério de Educação, reforçando que a carta será enviada também ao presidente Lula e que os estudantes devem continuar lutando para que as mudanças possam acontecer.

Chagas lembrou que o encontro representa o desfecho de várias reuniões realizadas para debater o ProUni, suas vantagens e limitações. “O Programa oferece a possibilidade de acesso ao ensino superior, mas queremos mais que acesso. É preciso debater a qualidade das instituições e avançar nos debates sobre critérios de renovação e continuidade da bolsa”, pontuou.

Movimento Estudantil pela Juventude
Durante as atividades do encontro, também foi debatido o recém lançado Pacto pela Juventude. Organizado por 67 organizações representantes da Sociedade Civil que compõem o Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), o documento traz as propostas para a construção conjunta de uma agenda pública de juventude condensadas em 12 eixos temáticos que tratam de incentivo, marco legal, educação, trabalho, políticas afirmativas, cidadania, cultura, esporte e lazer, saúde, segurança, moradia, acesso a terra e participação.

A idéia é fazer com que os candidatos e candidatas aos governos federal, estaduais e municipais se comprometam com o planejamento de políticas públicas de juventude em suas plataformas eleitorais e, posteriormente seu desenvolvimento entre as ações de governo. Todos os candidatos do Rio Grande do Sul foram convidados para a apresentação do Pacto, porém foram poucos os que estiveram presentes e assinaram o termo de adesão. (Saiba mais sobre o Pacto pela Juventude aqui).

Futuros ProUnistas
O segundo dia do encontro, sexta-feira (3), serviu para divulgar o programa do governo federal. Além da continuação da mesa de debate do dia anterior, uma comissão de ProUnistas estiveram presentes para repassar informações e tirar dúvidas sobre o processo de concessão de bolsas para estudantes do Ensino Médio de nove escolas da região, envolvendo mais de 600 alunos.

Após o término do encontro, os participantes puderam conferir o show do grupo gaúcho de hip-hop Paralelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário