quarta-feira, setembro 8

Primeiros resultados contra o golpe

Tentativa de golpe tucano apoiada pela imprensa parece não ter influenciado a opinião do eleitor. Mobilizações têm de continuar

No primeiro fim de semana de intenso bombardeio midiático em torno da acusação de quebra de sigilo fiscal de nomes do PSDB, a candidatura de Dilma Rousseff parece não ter sofrido perdas. Segundo acompanhamento diário do Vox Populi, a petista manteve sua liderança intacta e no último domingo subiu um ponto, obtendo a preferência de 53% dos eleitores, contra 24% de Serra. Outras duas pesquisas apontam a manutenção da liderança de Dilma – 50% a 28% no Datafolha e 51% a 27% no Ibope.

O cenário pode ser fruto de uma movimentação maciça da militância, principalmente na internet, que desde a última semana vem publicando informações para esclarecer o eleitor e denunciar a estratégia de baixo nível dos tucanos. Já nessa segunda-feira, a mobilização adotou uma iniciativa bem-humorada. Utilizando o Twitter, milhares de internautas emplacaram nos Trending Topics (os tópicos mais populares do site) a hashtag #DilmaFactsbyFolha, ironizando o jornal Folha de S. Paulo e suas matérias que relacionam Dilma a “feitos” absurdos.

A campanha contou ainda um reforço de peso. O presidente Lula, em entrevista a jornalistas no Rio Grande do Sul, criticou os métodos eleitorais do PSDB e defendeu a liberdade de expressão na internet. Além disso, Lula mandou um recado a José Serra, dando aula de democracia: “Não é possível que um homem que se diz tão preparado para presidir o país queira que eu censure a internet. Como sou vítima disso há muito tempo, sempre achei que a internet livre tem coisas extraordinariamente sérias e outras levianas. O Serra precisa saber uma coisa: eleição a gente ganha convencendo os eleitores a votar na gente, e não tentando convencer a Justiça Eleitoral a impugnar a adversária. Em tempos de democracia, o Serra que vá para a rua, que melhore a qualidade do seu programa.”

Nas ruas, de verdade, está toda a massa de militantes vestindo vermelho e mostrando seu repúdio à tentativa de golpe tucana. No entanto, a previsão é de mais baixarias nos próximos dias. Dessa maneira, é imprescindível que a juventude socialista não diminua o ritmo de suas atividades, assim como continue cobrando mais participação do jovem nas plataformas eleitorais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário