quarta-feira, outubro 13

Contra a volta da direita privatista




   As duas principais entidades do movimento estudantil brasileiro, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), decidiram, no começo desta semana, declarar apoio a Dilma Rousseff no segundo turno da eleição presidencial.
   Tanto a UNE quanto a UBES entendem que a missão maior do movimento é impedir a volta da "direita privatista" ao poder.
   A diretoria plena da UNE, em reunião histórica, acaba de decidir indicar o voto para Dilma Rousseff Presidente da República", escreveu no twitter o presidente da UNE, Augusto Chagas. O debate, segundo ele, reuniu mais de 200 lideranças do movimento estudantil.


"A UNE não se pauta nos interesses de nenhum partido, governo ou pessoa. Nosso compromisso é com a história do Brasil. Isto está em jogo no 2º turno", agregou Chagas.

Já a UBES, em nota, declarou que "mais uma vez colocará os caras-pintadas nas ruas para impedir a volta da direita ao poder".
De acordo com a entidade, "somente a candidatura de Dilma Rousseff reúne as condições para avançar ainda mais na construção de um país justo, democrático e soberano, onde os movimentos sociais possam apresentar suas demandas e disputar os rumos desse novo Brasil que está nascendo."


Do Portal Vermelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário