sexta-feira, novembro 5

17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes celebra 65 anos da FMJD

Encontro global de jovens anti-imperialistas acontece na África do Sul em dezembro, celebrando a luta por um mundo com menos desigualdades.

A África do Sul irá receber entre os dias 13 e 21 de dezembro a maior reunião de lideranças juvenis de todo mundo. Organizado pela Federação Mundial das Juventudes Democráticas (FMJD), o 17º Festival da Juventude e dos Estudantes irá promover um importante intercâmbio de idéias entre as entidades que lutam contra as desigualdades e a favor da paz e das transformações sociais no planeta.

A delegação brasileira já está sendo mobilizada e as ações estão sob organização da UJS. Até o início das atividades do Festival, nosso Portal irá trazer mais informações sobre o evento, mas quem quiser mais detalhes de como fazer parte dessa iniciativa, nosso e-mail ujsnacional@gmail.comEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. está aberto para consulta.

Sob o lema “Por um mundo de paz, solidariedade e transformações Sociais, derrotemos o imperialismo!”, o Festival irá homenagear dois líderes com histórico de grande relevância revolucionária: Fidel Castro e Nelson Mandela. Além das temáticas recorrentes, vale lembrar que os debates sobre o meio-ambiente.


Declaração pelos 65 anos da FMJD:

"Há 65 anos, em 10 de novembro de 1945, os jovens progresistas e antifascistas do mundo se reuniam em Londres na Conferência Mundial Juvenil, convocada por iniciativa do Conselho Mundial de Juventude, criado durante a guerra contra o fascismo pelas juventudes dos países aliados. Foi a primeira vez na história do movimento juvenil internacional em que se reuniram mais de 30 milhões de jovens de diferentes tendencias políticas e religiosas, procedentes de 63 nações, sendo assim fundada a Federação Mundial de Juventudes Democráticas (FMJD).

Hoje, a Federação Mundial continua, mais do que nunca, sendo a organização da juventude unida em sua determinação de trabalhar pela paz, pela liberdade, pela democracia, pela independencia e pela igualdade em qualquer lugar do mundo, considerando essa tarefa como uma contribuição ao trabalho das Nações Unidas como a via mais correta para facilitar a felicidade, o bem-estar das futuras gerações e a proteção dos direitos e intereses da juventude.

65 anos depois, o mundo continua com muitas desigualdades, marcado por uma ampla crise estrutural do sistema capitalista, pela distribuição desigual dos recursos, pelas constantes guerras de rapinagem pelo controle dos recursos naturais, pelo incremento da pobreza, pela incitação ao consumismo desenfreado, pela destruição de nosso habitat e pela satisfação das vontades dos ricos, o que continua afetando especialmente os jovens, as mulheres e as crianças. Isso chega a colocar em perigo a sobrevivência de nossa própria espécie, que corre risco de desaparecer.

A juventude progresista mundial se prepara para celebrar no próximo mês de dezembro o XVII Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, na África do Sul, dedicado a Nelson Mandela e Fidel Castro, exemplos de luta para os jovens. Está claro que a orden económica imperialista predominante tem que ser mudada, que a luta para derrotar o imperialismo é a única alternativa para nossa sobrevivencia, que queremos viver em um mundo de paz, fraternidade, solidariedade e com grandes transformações sociais. Queremos o bem da nossa espécie humana, sem fome, pobreza e guerras, com pleno acesso à educação e à saúde, um meio-ambiente saudável e um mundo onde coexista a amizade e o entendimento mútuo.

A FMJD deseja reiterar sua total solidariedade a todas as causas de lutas, a todas as revoluções e a seus líderes históricos, que inspiram e nos mantêm combativos ao imperialismo. Durante todo esse tempo, sem essa contribuição, não teria sido possível ter chegado até aquí. Reafirmamos que, nos novos cenários de luta, estaremos alinhados com os exemplos dados a cada dia e trabalharemos para que as novas gerações aprendam a partir da experiencia de luta acumulada durante todo esse período.

A FMJD reitera seu compromisso de seguir trabalhando para fortalecer a cooperação entre todas as organizações juvenis internacionais, regionais e nacionais como uma tarefa fundamental pela unidade de ação e solidariedade internacional da juventude e das forças antimperialistas, progresistas e democráticas, defendendo a necessidade de ir além das diferenças e enfrentar os problemas comuns de forma conjunta.

A Federação Mundial da Juventude Democrática, envia sua mais sincera felicitação a todos que contribuíram pela manutenção das lutas históricas do movimento juvenil progresista internacional, ratificando que o futuro pertence inteiramente aos jovens que carregam o legado histórico que foi deixado pelas gerações que nos precederam, e convoca todas seus membros, amigos e toda a juventude progresista do mundo a celebrar, no dia 10 de novembro, os 65 anos da organização com uma grande jornada de luta para derrotar o imperialismo, por um mundo em paz, solidariedade e de transformações sociais."

Nenhum comentário:

Postar um comentário